super-951190_1920
  pixabay

Pele: Lugar de sensações físicas e emocionais e, consequentemente, doenças psicossomáticas

Um olhar psicanalítico

A pele é o “envelope” do nosso corpo. É através dela que experimentamos o mundo e sentimos boa parte das sensações, sejam elas de origem física ou emocional. É por meio da pele que sentimos, por exemplo, o frio, o calor e a dor. O tato da pele nos permite experimentar texturas, sentir se algo está seco ou molhado, e assim por diante. Além de reagir a estímulos externos, é também na pele que vivenciamos certas emoções, como, por exemplo, um arrepio de medo ou de repulsão a determinadas situações que nos deixam literalmente “à flor da pele”.

Quando relacionada às emoções, “a pele forma (…) um canal de comunicação pré-verbal, no qual os sentimentos são expressos e podem ser experimentados e observados”. Contudo, sendo o maior órgão do organismo humano, a pele está mais associada ao sistema nervoso do que imaginamos. E essa relação é tão intrínseca a ponto de podermos “(…) supor que aquilo que acontece em um sistema [do corpo humano] pode reverberar no outro sistema, assim, aspectos emocionais podem influenciar as patologias na pele”.

(mais…)

Leia Mais