The-Creation-of-Adam-Michelangelo-photo-by-Sebastian-Bergmann-on-Flickr-CC-BY-SA
  Sebastian Bergmann/Flickr

Arte e psicologia

Este texto é parte de uma pesquisa realizada por mim e minha amiga, Kazumi Uehara. O conteúdo é a respeito da arte e da forma como a psicologia se relaciona com ela. Tanto a psicanálise como a psicologia analítica, e como essas duas abordagens olham para o mesmo fenômeno. O texto será apresentado em 2 partes, sendo esta a primeira. Para ler a segunda parte, clique aqui.

Introdução

Quando a psicologia se aproxima da cultura e da arte, muitas vezes, não possui a intenção de explicar tais fenômenos, mesmo porque esse não é o seu papel (MALANCHEN, 2012). No entanto, em alguns momentos, a psicologia explicou a arte e a cultura de maneira reducionista. Contudo, buscamos tecer um diálogo enriquecedor entre a psicologia e as produções culturais. Para tanto, partimos do pressuposto de que o homem é produtor de cultura e de arte por meio do trabalho (MALANCHEN, 2012).

Mas, o que de fato seria cultura e arte? Lamentavelmente, a resposta para essa pergunta é tão complexa que nem mesmo a filosofia chegou a uma definição exata (KOSLOWISKI, 2013). A única coisa, porém, que não se pode negar é que diariamente somos tocados pela cultura e pela arte, e que elas são capazes de influenciar nossas vidas e até mesmo transformar nossa opinião e subjetividade (KOSLOWISKI, 2013). E esse é um dos fatores fundamentais que inspiraram esta pesquisa, ou seja, de alguma forma a cultura e a arte são capazes de transformar o homem. E por isso desperta a atenção da psicologia.

(mais…)

Leia Mais